OS DIREITOS DA PERSONALIDADE DO TRABALHADOR E O CONTROLE DE RELACIONAMENTO AMOROSO NO AMBIENTE DE TRABALHO

Adriana Wyzykowski, Gabriela Sepúlveda

Resumo


O presente estudo tem por objetivo analisar até que ponto é permitido ao empregador, no uso do seu poder diretivo, intervir na esfera pessoal do empregado, impedindo ou permitindo relacionamentos amorosos entre funcionários a ele subordinados. Para tanto, será analisada a abrangência do poder diretivo do empregador e a incidência dos direitos fundamentais nas relações privadas, principalmente, o direito à intimidade e privacidade. O método utilizado foi o argumentativo dialético e a pesquisa exploratória através da análise de obras, legislação e jurisprudência.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Direitos Fundamentais e Alteridade