O BRASIL DE BOLSONARO

Fabio Luis Barbosa dos Santos

Resumo


Este texto discute a conjuntura brasileira no início do segundo ano do governo Bolsonaro, quando eclodiu a pandemia do coronavírus. O artigo se organiza em três seções. Na primeira parte, é analisada a natureza das gestões presidenciais petistas como premissa para interpretar a derrocada do partido, entre o impeachment de Rousseff em 2016 e a prisão de Lula dois anos depois. A segunda seção analisa o significado da eleição de Bolsonaro à luz das movimentações da classe dominante que estão em curso, bem como o projeto político do ex-capitão. A última seção examina os dilemas que a esquerda enfrenta na presente conjuntura. Entende-se que, para além dos personagens envolvidos, os acontecimentos recentes da política brasileira devem ser analisados à luz de uma inflexão das classes dominantes em uma direção que compromete a institucionalidade associada à Nova República. Discutem-se as causas desta inflexão, suas principais expressões políticas e os desafios que coloca para a esquerda.


Palavras-chave


Brasil. Bolsonaro. Nova República. Partido dos Trabalhadores.

Texto completo:

PDF/A

Referências


ANDERSON, Perry. Brazil Apart (1964-2019). London: Verso, 2019.

BACEVICH, Andrew. Washington rules. New York: Metropolitan books, 2010.

BATISTA JUNIOR, Paulo Nogueira. [Palestra de encerramento no curso de verão sobre países BRICS]. Campinas: Unicamp, 2019.

BERCOVICI, G.; MASSONETTO, L. F. A constituição dirigente invertida: a blindagem da constituição financeira e a agonia da constituição econômica. Revista de Ciências Econômicas, Lisboa, n. xlix, 2006.

BOITO JR., A.; BERRINGER, T. Brasil: classes sociais, neodesenvolvimentismo e política externa nos governos Lula e Dilma. Revista Sociologia Politíca, Curitiba, v. 21, n. 47, p. 31- 38, set. 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/ scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104 44782013000300004&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 23 mar. 2020.

BONOMO, M.; BRITO, R.; MARTINS, B. Macroeconomic and financial consequences of the after crisis government-driven credit expansion in Brazil. Working paper 378, Rio de Janeiro, 2014.

BRAGA, R. As Jornadas de Junho no Brasil. In: Plinio de Arruda Sampaio Jr.. (Org.). Jornadas de Junho: a revolta popular em debate. São Paulo: Instituto Caio Prado Jr., 2014, p. 67-84.

BRAGA, Ruy; SANTOS, Fábio Luis B. dos. The Political Economy of Lulism and Its Aftermath. Latin American Perspectives, v. 46, p. 169-186, dez. 2019. DOI: https://doi.org/10.1177/0094582X19887806

BRASIL. [Constituição (1988)]. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Presidência da República, 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov. br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em: 30 nov. 2020.

DARDOT, Pierre; LAVAL, Christophe. La nouvelle raison du monde: essai sur la societé neoliberal. Paris: La Découverte, 2010.

ESPOSITO, Maurício. Desindustrialização do Brasil: uma análise a partir da perspectiva da formação nacional. Revista da Sociedade Brasileira de Economia Política, Niterói, n. 46, 2017.

FELDMANN, Daniel. A crise permanente do capital e os sentidos do novo nacionalismo autoritário no século XXI. [S.l., 2020]. Trabalho inédito não publicado.

FELDMANN, D.; SANTOS, F. L. B. dos. O escracho de Bolsonaro e o bom-senso de Macron. Le monde diplomatique, São Paulo, 05 set. 2019. Disponível em: https://diplomatique.org.br/o-escracho-de-bolsonaro-e-o-bom-senso-de-macron/. Acesso em: 30 nov. 2020.

FELDMANN, D.; SANTOS, F. L. B. dos. Progressismo e crise estrutural do capital. [S.l., 2020]. Trabalho inédito não publicado.

FERNANDES, Florestan. A revolução burguesa no Brasil. Rio de Janeiro: Zahar, 1975.

GASPAR, Malu. O fiador, Piauí, São Paulo, n. 144, set. 2018. Disponível em: https://piaui.folha.uol.com.br/materia/o-fiador/. Acesso em: 30 nov. 2020.

GUEDES, Paulo. Atolados no pântano. O Globo, Rio de Janeiro, 01 maio 2017. Disponível em: https://oglobo.globo.com/opiniao/atolados-no-pantano-21279887. Acesso em: 30 nov. 2020.

HARIG, Christopher. Re-importing the ‘robust turn’ in UN peacekeeping: internal public

security missions of Brazil’s military international peacekeeping. International Peacekeeping, [S. l.], v. 26, n. 2, p. 137-64, 03 dez. 2018.

LINHARES, C. PT decide não aderir ao ‘fora Bolsonaro’ em meio à pandemia do coronavírus. Folha de São Paulo, São Paulo, 09 abr. 2020. Disponível em: https://www1. folha.uol.com.br/poder/2020/04/pt-decide-nao-aderir-ao-fora-bolsonaro-em-meio-a-pandemia-do-coronavirus.shtml. Acesso em: 20 abril 2020.

LAGO, Miguel. Bolsonaro fala outra língua. Piauí, São Paulo, 13 ago. 2018. Disponível em: https://piaui.folha.uol.com.br/bolsonaro-fala-outra-lingua/. Acesso em: 30 nov. 2020.

OLIVEIRA, F. de. Crítica à razão dualista: o ornitorrinco. São Paulo: Boitempo, 2003.

OLIVEIRA, M.; PERRUSO, M. A.; SANTOS, F. L. B. dos. O pânico como política: o Brasil no imaginário do lulismo. [S.l.], 2020. Trabalho inédito não publicado.

KURZ, Robert. O colapso da modernização. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1993.

LEOPOLDO, R. BNDES empresta 391% mais em 5 anos e supera em três vezes o Banco Mundial. Estado de São Paulo, São Paulo, 10 de mar. 2011.

MENEGAT, M. A crítica do capitalismo em tempos de catástrofe. Rio de Janeiro: Consequência, 2019.

MESZAROS, I. Beyond Capital. New York: Monthly Review Press, 1999.

BRAZIL´S Lula: the most popular politician on Earth. Newsweek, New York, 21 sept. 2009. Disponível em: http://www.newsweek.com/brazils-lula-most-popular-politician-earth-79355. Acesso em: 01 dez. 2020.

PINHEIRO MACHADO, R. Amanhã vai ser maior. São Paulo: Planeta, 2019.

PINHEIRO MACHADO, R.; SCALCO, L. M. Da esperança ao ódio: juventude, política e pobreza, do lulismo ao bolsonarismo no Brasil. IHU Unisinos, São Leopoldo, 04 out. 2018. Disponível em: http://www.ihu.unisinos.br/78-noticias/583354-da-esperanca-ao-odio-juventude-politica-e pobreza-do-lulismo-ao-bolsonarismo. Acesso em: 01 dez. 2020.

SAAD FILHO, A.; MORAIS, L. Brasil: neoliberalismo versus democracia. São Paulo: Boitempo, 2018.

SAMPAIO JR., P. de A. Jornadas de junho: a revolta popular em debate. São Paulo: ICP, 2014.

SAMPAIO JR., P. de A.; SANTOS, F. L. B. dos. The political economy of lulism and its aftermath. Latin American Perspectives, [S. l.], v. 47, n. 1, p. 169-186, 2020.

SANTOS, F. L. B. dos. Neo-development of underdevelopment: Brazil and the political economy of South American integration under PT. Globalizations, [S. l.], v. 16, n. 2, p. 216-231, 2018.

SINGER, A. Os sentidos do lulismo. São Paulo: Companhia das Letras, 2012.

TAUTZ, C.; SISTON, F.; PINTO, J. R. L.; BADIN, L. O BNDES e a reorganização do capitalismo brasileiro: um debate necessário. In: OS ANOS Lula: contribuições para um balanço crítico, 2003–2010. Rio de Janeiro: Garamond, 2010.

UNITED NATIONS INDUSTRIAL DEVENLOPMENT ORGANIZATION. Industrial and Development Report. Viena: UNIDO, 2011.




DOI: http://dx.doi.org/10.25247/2447-861X.2020.n250.p448-470

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Cadernos do CEAS: Revista Crítica de Humanidades
CEAS | UCSal | UNICAP
PPG em Políticas Sociais e Cidadania
Av. Cardeal da Silva, 205 – Federação.
CEP. 40231-902, Salvador, Bahia, Brasil.
E-mail: cadernosdoceas@gmail.com
ISSN (online): 2447-861X 

 

INDEXAÇÃO/DIVULGAÇÃO

Bases de Dados/Diretórios

  |  | 

 

Portais

 |   |

 

Filiação/Suporte Técnico/Identificador

 |  | 

 

Plataforma

 

Redes Sociais