AJUSTE FISCAL E AS UNIVERSIDADES PÚBLICAS BRASILEIRAS: A NOVA INVESTIDA DO BANCO MUNDIAL

Graça Druck, Luiz Filgueiras, Uallace Moreira

Resumo


Este texto faz uma análise crítica do mais recente “estudo” do Banco Mundial sobre os gastos do Estado brasileiro, em especial aqueles referentes às Universidades Públicas Federais, que defende o ajuste fiscal em curso no Brasil. Evidencia que o centro de sua argumentação é de caráter essencialmente produtivista, financeiro e privatizante - uma análise economicista, de custo-benefício, que é própria da tradição neoclássica na Ciência Econômica. E, mais do que isso, parte de uma posição, a priori, que é típica dessa Instituição, e que se alinha à mesma ótica do FMI e dos governos dos EUA, qual seja: a de que os países da periferia do capitalismo gastam mais do que podem, tendo, por consequência, o aparecimento de déficits públicos.

Palavras-chave


Universidades Públicas Federais; Banco Mundial; Ajuste Fiscal.

Texto completo:

PDF

Referências


AMARAL, Nelson Cardoso. A hora da verdade para as Universidades Federais brasileiras: metas do PNE (2014-2024) e 10 mitos a serem debatidos e desvendados. ANDIFES, 2017. (mimeo)

ANDIFES. Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior, Fórum Nacional de Pró-Reitores de Assuntos Comunitários e Estudantis, IV Pesquisa do perfil socioeconômico e cultural dos estudantes das IFES – 2014, 2016, (Disponível em:

. Acesso em: 15/03/2017.

ANDIFES. Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior. Universidades Federais: patrimônio da sociedade brasileira, 2017. (Disponível em: . Acesso em: 29/11/2017.

BANCO CENTRAL DO BRASIL (BCB). Séries temporais. Disponível em: . Acesso em: 28/11/2017.

BANCO MUNDIAL. Um Ajuste Justo: Análise da Eficiência e Equidade do Gasto Público no Brasil. Novembro de 2017. (mimeo)

DARDOT, Pierre, LAVAL, Christian. A nova razão do mundo: ensaio sobre a sociedade neoliberal. São Paulo: Boitempo, 2016.

DEPARTAMENTO INTERSIDICAL DE ESTATÍSTICAS E ESTUDOS SOCIOECONÔMICOS (DIEESE). Estudos e Pesquisas. Disponível em: www.dieese.org.br Acesso em: 29/11/2017.

DRUCK, Graça; SENA, Jeovana; PINTO, Marina; ARAUJO, Sâmia. A terceirização no serviço público: particularidades e implicações. In: CAMPOS, Gambier André. (org.) A Terceirização do Trabalho no Brasil, IPEA, 2017. (no prelo)

DRUCK, Graça; FILGUEIRAS Luiz. O projeto do Banco Mundial, o Governo FHC e a privatização das Universidades Federais. In: Caderno do CEAS, Salvador, 1996, v. 32, p 28-42.

FEDERAÇÃO DOS PROFESSORES DO ESTADO DE SÃO PAULO (FEPESP). Estudo (FEPESP)/Oscar Malvessi Consultoria, 2015. Disponível em:

Acesso em: 220/11/2015.

FILGUEIRAS, Luiz. Economia, política e o bloco no poder no Brasil. In: Revista Bahia Análise & Dados, dezembro de 2017 (no prelo).

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA (INEP). Educação Superior: Dados. Disponível em: . Acesso em: 20/11/2017.

IPEADATA. Base de Dados: Indicadores Macroeconômicos. Disponível em: Acesso 25/11/2017.

IPEA - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Receita Pública: quem paga e como se gasta no Brasil? Brasília, IPEA, 2009. (Comunicado da Presidência, Número 22). Disponível em:

comunicadoipea22.pdf> Acesso em: 28/11/2017.

LIRIO, Sérgio. Temer abre o cofre para salvar o pescoço, 26/07/2017. Disponível em: . Acesso em 28/07/2017.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO (MEC). PROGRAMA DE FINANCIAMENTO ESTUDANTIL (FIES). Dados. Disponível em: . Acesso em:

/10/2017.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO (MEC). PROGRAMA UNIVERSIDADE PARA TODOS (PROUNI). Disponível em: Acesso em: 20/10/2017.

ORAIR, Rodrigo Octávio. Desonerações em alta com rigidez da carga tributária: o que explica o paradoxo do decênio 2005-2014? Brasília, IPEA, 2015. (Texto para discussão, n. 2117). Disponível em:

content&view=article&id=26013>. Acesso em: 28/11/2017.

PEREIRA, Tarcísio Luíz; BRITO, Silva Helena A. As aquisições e fusões no ensino superior privado no Brasil. 2014. Disponível em:

GT2/GT2_Comunicacao/TarcisioLuizPereira_GT2_integral.pdf>. Acesso em: 20/08/2015.

TESOURO NACIONAL. Dados e Estatísticas. Disponível em: . Acesso em: 20/11/2017




DOI: http://dx.doi.org/10.25247/2447-861X.2017.n242.p602-634

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.